Jerusalém parou hoje para ser coberta de neve

Jerusalém interrompeu hoje seu fluxo para deitar-se e ser coberta de gelo na pior nevasca de dezembro desde 1953. Depois de dias de chuva intensa, a cidade manteve seus moradores dentro de casa para observar, pela janela, os flocos em queda. Dentro de suas muralhas, os corajosos arriscavam a caminhada na pedra escorregadia para uma visão incomum — o Muro das Lamentações, o Domo da Rocha e a Mesquita de al-Aqsa esbranquiçados pela neve.

Na cidade antiga, um comerciante palestino me perguntou se eu queria comprar artefatos de madeira de oliveira. “Estou queimando o estoque”, ele afirmou, enquanto uma escultura de duas mãos em prece ardia em uma fogueira improvisada no meio da ruela. É material ruim, ele disse. Pelo menos aquece as mãos dele, no frio. Dando de ombros, ele colocou uma imagem de Cristo no fogo. “Não, Jesus não!”, um amigo cristão gritou. “Não é Jesus, é só uma estátua”, o mercador respondeu, confuso.

A neve pinta tudo de branco, em Jerusalém, cobrindo os fios elétricos e expulsando os carros das ruas. Assim, a cidade se parece mais, para mim, com o que deve ter sido nos séculos passados. O prazer histórico, somado ao estético, é um desafio para as descrições. Pensei comigo mesmo que a neve, rara na cidade, deve ter participado de episódios marcantes dos anais. Uma rápida pesquisa confirmou a suspeita.

O cruzado Ricardo, Coração de Leão, esteve na Terra Santa durante invernos difíceis. Em 1192, ele adoeceu durante seu cerco a Jerusalém. Ao que seu arqui-inimigo Saladino, conhecido por sua piedade islâmica, lhe enviou neve congelada e frutas para que tivesse água para beber durante a guerra. Uma cena impressionante, como é também forte a imagem, hoje, dessa cidade três vezes sagradas embaixo dos flocos muitas vezes frios.

Comentários

  1. Lindas fotos, Diego. Me lembro de uma nevasca que enfrentei aí em Jerusalém há mais de 10 anos, era muito frio para um paulista como eu, mas a Cidade Velha coberta de neve é realmente uma visão singela, e valeu a pena a caminhada congelante.

      1. Linda matéria publicada pela FOLHA sobre a neve caindo na cidade Santa de Jerusalem. Eu já estive lá várias vezes, mas nunca tive a oportunidade de ver a neve em Jerusalém. Conheço bem a cidade, uma jóia preciosa para a história do mundo e das religiões. Congratulações à FOLHA!

  2. UÉ, e o aquecimento global, que esse jornaleco chamado “foia” tanto defendeu e noticiou? What happened?

  3. A Terra Santa do meu Salvador…linda demais, ah! Se todoa humanidade valorizasse as maravilhas de Deus e o adorasse em Espírito e em verdade! Tenho certeza que o mundo seria muito melhor.

  4. e ai está a confirmação de que Jesus jamais nasceu em 25 de dezembro, pois na Bíblia foi anunciado aos pastores de que estavam no campo pelo anjos e não com diz igreja católica, sei disto a muito tempo e mais tem um pastor de Goiânia Brazil estudo feito por ele de forma matemática de que Jesus foi Crucificado numa quarta feira do ano 0034 em 14 de abril e nasceu em 10 de Abril do ano 0000, cronológico o seu livro( Voices sabiam de que Jesus morreu em uma quarta feira) seu Nome o pastor Wadislau de Jesus no setor, Marista de Goiânia ele trabalhava na casa da Bíblia, em Belo Horizonte. vejam a nevasca de que si encontra Jerusalém . o tempo nunca mudou o pastor estava certo do que escreveu em seu livro. desmentindo toda essa armação do dia 25 de dezembro com data precisa do Nascimento de Jesus Cristo com pode pastores estarem no campo vigiando ovelhas de que pastando com um clima dessa natureza somente gelo . nunca teria um pé de capim e ninguém estaria num campo, A farsa desfeita pelo Pastor Wadislau De Jesus no Brasil..

    1. Sério que alguém ainda acredita que ele nasceu nesse dia? Fato mais que derrubado atualmente, todas as datas cristãs eram datas pagãs que foram adequadas para cativar os novos convertidos do império romano.

      Dia 25 de dezembro era a data da festa pagã, chamada de Natalis Solis Invicti (“nascimento do sol invencível”), era uma homenagem ao deus persa Mitra, popular em Roma.

      “Entre os estudiosos do Novo Testamento e das origens do cristianismo, é consenso que ele não nasceu em 25 de dezembro”, afirma o cientista da religião Carlos Caldas, da Universidade Mackenzie, em São Paulo. Na Bíblia, o evangelista Lucas afirma que Jesus nasceu na época de um grande recenseamento, que obrigava as pessoas a saírem do campo e irem às cidades se alistar. Só que, em dezembro, os invernos na região de Israel são rigorosos, impedindo um grande deslocamento de pessoas. “Também por causa do frio, não dá para imaginar um menino nascendo numa estrebaria. Mesmo lá dentro, o frio seria insuportável em dezembro”, diz Caldas. O mais provável é que o nascimento tenha ocorrido entre março e novembro, quando o clima no Oriente Médio é mais ameno.

      1. Em termos de religiao temos estorinhas para todo mundo. E cad aum que conta estes contos de crianca acredita no que quiser.
        Nao importa a religiao, mas tem gente que acredita, faze ro que ne’?
        Tem gente que acredita ate’ em astrologia!
        Que moises separou o mar, que o criador falou com maome e ai vai.

        1. Vir em um blog sobre oriente médio com a ideia de que religiões são ruins, tem tantos blogs ateus por aí.. é para provocar né?

          Acho que até os judeus, cristãos, muçulmanos, pagãos aqui concordam.

          1. Diogo,
            por favor me responda. Este blog e’ aberto apenas para pessoas que nao sao ateus?
            Se for este o caso, nao tenho problema em prontamente me retirar.

          1. Não te critiquei por ser ateu, cada um faz o que quer da vida, mas não gosto de ouvir piadas sobre o que acredito, se quer ser respeitado, respeite primeiro…

            E vir em um blog onde todos professam uma religião e as chamar de “estórinhas” é o que? Se não uma provocação.

          2. Marcio, tambem sou ateu, mas concordo com o Heitor. Quem começou a desrespeitar não foi ele, e sim voce. Leia novamente os comentários, e tente perceber sua postura diante dos que professam alguma religião. Foi tudo menos respeitosa.

    2. Quem disse que a ICAR diz que Jesus nasceu 25 de dezembro? É uma data simbólica… E a propósito de “ovelhas no campo”, em Israel o campo é deserto e ele fica mais verde no inverno, sobretudo quando tá chegando a primavera. As ovelhas estão sempre no deserto, com chuva ou sol. E naquele tempo os pastores não tinham casa, como ainda hoje alguns beduínos. De qualquer forma, Jesus não nasceu dia 25 de dezembro… É uma festa que tomou o lugar da Saturnália, solstício de inverno na Hemisfério Norte.

  5. Lindas fotos, principalmente a da Mesquita Dourada, na qual espero pisar um dia, se Deus quiser.

    Insha’Allah!

  6. Você esta vivenciando um fato histórico em um lugar que gosta muito e sei que mexe com você. A imagem é muito bonita. Passei por algo parecido em 1991 em Washington, quando aconteceu uma nevasca não vista há mais de 50 anos.

  7. Comerciante palestino pode tacar uma imagem de Jesus na fogueira e fica por isso mesmo. Se fosse um comerciante judeu…

  8. Diogo,
    Poderia expandir o que significa a frase :

    “conhecido por sua piedade islâmica”

    Significa que a religiao islamica e’ piedosa?
    Significa que ele era piedoso?

    Nao esta’ claro.

    obrigado

  9. Há pessoas que impoe Jesus nascer em seus corações, mas ficam batendo o tempo todo indagando sobre a verdadeira data de nascimento do Salvador.Ele nasceu em um dia de uma semana, de um mes, em um determinado ano.Só sei que Ele nasceu, e vive, e eu O aceitei em meu coração.

Comments are closed.