Via Dolorosa

Peregrinos americanos na Via Dolorosa, em Jerusalém. Crédito Diogo Bercito/Folhapress

Vou aproveitar a sexta-feira de Páscoa, com as lições cristãs de perdão inclusas, e pedir desculpas pela imagem borrada. Eu não esperava ver essa cena, enquanto tomava meu café turco e conversava com um colega espanhol –um grupo de peregrinos americanos encenando o episódio da caminhada de Jesus carregando sua cruz montanha acima.

Saquei meu celular e registrei o momento, enquanto legionários romanos gritavam “Anda, anda!” para Cristo e mulheres vestidas a caráter se lamentavam, “Jesus, Jesus…”. Devo ter tremido a mão.

A Semana Santa, como vocês podem imaginar, é um período curioso por aqui. Peregrinos convergem a Jerusalém, vindos de diversos cantos do mundo, para estar no mesmo lugar em que esteve, acreditam, Jesus Cristo. Eles repetem os episódios, passam pelos cenários, relembram as histórias. Alguns carregam cruzes, outros rezam aos terços, e cantoria não é incomum nas ruas da cidade antiga de Jerusalém.

Comentários

  1. “para estar no mesmo lugar em que esteve, acreditam, Jesus Cristo””

    Meu dileto blogueiro.

    Em que pese o fato de você não ser cristão, o fato é que Jesus Cristo realmente pisou aquele chão. Isso não é apenas religião, mas história também.

    Acredite. Nos livros de história.

    1. Caro leitor (que nunca censurei, então não entendo o nicK), eu sou cristão. De qualquer maneira, me parece ser fato histórico que Jesus não pisou AQUELE chão, ainda que tenha existido. A atual cidade de Jerusalém está construída camadas acima daquela em que viveram as pessoas há 2.000 anos –é possível ver o chão original daquele período em locais como O Convento das Irmãs de Sião.

      Também o local da Igreja do Santo Sepulcro é contestado, já que ela foi erguida séculos depois da morte de Cristo, a mando de Santa Helena –que, apesar de não ser arqueóloga, apontou o lugar correto. Isso num contexto histórico de cristianização do Império Romano.

      É um bom assunto para horas de discussão. Vou voltar a ele, em breve, já que te interessa.

      De resto, obrigado pela leitura. Abraço

      1. Vale considerar que Jesus ressuscitou através da Medicina anunnaki/nefilim, e subiu ao céu em um disco voador.

Comments are closed.