O que fazer para ajudar na crise humanitária do Iêmen, considerada a pior do mundo pela ONU?

Por Diogo Bercito

O Iêmen vive hoje a pior crise humanitária do mundo. Esse país árabe enfrenta não apenas uma guerra civil, com bombardeios e bloqueios sauditas desde 2015 — mas também fome e uma epidemia de cólera. O diretor da Unicef para o Oriente Médio, Geert Cappelaere, disse no domingo (26) que 11 milhões de crianças iemenitas precisam urgentemente de ajuda humanitária.

Nesse contexto, a rádio pública americana PRI compilou uma lista de como, afinal, ajudar. Este Orientalíssimo blog selecionou algumas das opções como exemplo, mas recomenda que os leitores confiram a relação completa, caso tenham interesse no tema. Uma reportagem da BBC também tem algumas sugestões, incluindo se voluntariar em programas das Nações Unidas.

Mãe leva o filho a um hospital para tratar de sua desnutrição. Crédito Khaled Abdullah/Reuters

MÉDICOS SEM FRONTEIRAS
Essa organização conta com quase 1.600 membros no Iêmen trabalhando em 12 hospitais e apoiando outras organizações. Mais de 32 mil pessoas foram atendidas em suas instalações ou com seu apoio em 2016. Seu trabalho é fundamental no combate à epidemia de cólera deste ano.

ICRC
O Comitê Internacional da Cruz Vermelha oferece diversos programas no Iêmen, incluindo distribuição de comida e água potável. A organização ajudou 4 milhões de pessoas em 2017 — de posição política neutra, insiste em que todos os lados abandonem esse conflito armado.

MONARELIEF
Liderada por Fatik al-Rodaini, essa organização coleta fundos para entregar cestas de comida para famílias iemenitas em necessidade. A ideia começou na rede social Twitter e, em dez dias, conseguiu arrecadar US$ 4.200 — o suficiente para alimentar 150 famílias por um mês.

YEMEN HOPE AND RELIEF
Entidade especializada em resgatar crianças severamente desnutridas. O responsável, Ahmad Algohbary, transporta e aloja as crianças durante o tratamento nas grandes clínicas do país. Algohbary fundou a organização depois de perder seu melhor amigo durante a guerra no Iêmen.

YEMEN AID
Grupo fundado em 2016 por um americano-iemenita, o Yemen Aid prestou auxílio a 400 famílias deslocadas nos distritos de Al-Dhahar e Al-Meshna durante o último verão. O grupo planeja entregar em breve kits de tratamento de cólera a um hospital público voltado a crianças.