Emirados lançam Barbie que recita o Alcorão

Por Diogo Bercito

A boneca Jenna, uma versão árabe da Barbie, vem com uma só muda de roupa: um longo vestido cobrindo todo o corpo e um véu roxo para esconder os cabelos. Quando sua barriguinha é apertada, ela não chora nem pede comida — mas ensina um verso do Alcorão, o livro sagrado do islã.

O brinquedo, que começou a ser vendido neste ano, é criação da empresária francesa Samira Amarir. Em uma entrevista à TV Al Arabiya, ela disse ter se inspirado em sua própria demanda: queria entregar à sua filha uma boneca que lhe ensinasse a memorizar os versículos.

Jenna, cujo nome significa “paraíso” em árabe, pode repetir quatro trechos diferentes do Alcorão. Seu rosto, com traços que lembram o ideal de beleza vigente nessa região, modesto, está levemente maquiado. “Era importante para mim que a boneca mostrasse algo em que minha filha pudesse se reconhecer, ou em que pudesse ao menos reconhecer sua mãe”, Amarir disse na entrevista.

Ao jornal local “The National”, a empresária enfatizou também sua vontade de que a filha tivesse exemplos visíveis de sua cultura. “Não quero que ela acredite que vestir o véu islâmico ou ter a pele mais escura não são coisas normais. Realmente queria que ela se identificasse.”

A empresária se mudou da França aos Emirados Árabes Unidos para divulgar o produto, fabricado na China. É possível encontrar a boneca também em outros países do Golfo, como a Arábia Saudita, o Kuait e o Bahrein. Na internet, o brinquedo custa o equivalente a R$ 120 reais. Jenna tem a mesma altura da Barbie, então pode usar as roupas da amiga. Mas seus seios são menores.

Uma cliente publicou o seguinte comentário em uma página voltada a mães na Arábia Saudita:

Eu pessoalmente amo maquiagem, mas não quero que minhas filhas pequenas comecem a se maquiar ou a dar importância a esse tipo de atividade tão cedo. O que quero mais é que sejam modestas e aprendam sobre a maneira islâmica de se vestir.

O véu e a modéstia não são, é claro, uma maneira consensual de se vestir em países de maioria islâmica. Há um vivo debate sobre os direitos das mulheres e a imposição de roupas restritas. Quem se interessar pelo assunto pode reler minha entrevista com a feminista egípcia Nawal El Saadawi. “O véu é um símbolo político do poder sexual, econômico, militar e policial masculino”, ela me disse.

Jenna, a Barbie que ensina o Alcorão. Crédito Divulgação