Festival traz cinema árabe a São Paulo; veja trailers

Por Diogo Bercito

Estreou nesta quarta-feira (9) a 12ª edição da Mostra Mundo Árabe de Cinema, que traz a São Paulo produções de países variados como Iraque, Marrocos e Comores. Um dos destaques é o clássico libanês “Para Onde Ir?”, sobre um chefe de família que decide migrar ao Brasil. O festival segue até o dia 16, e a programação está disponível na página oficial. Veja abaixo os trailers.

 

12ª Mostra Mundo Árabe de Cinema
www.icarabe.org
R$ 12 (inteira)
De 9 a 16 de agosto
Cinesesc (r. Augusta, 2.075, tel. 0/xx/11/3087-0500)

 

ASSOMBRADOS (SÍRIA E ALEMANHA, 2014)
Milhões de sírios foram obrigados a deixar suas casas nos últimos anos como resultado da guerra civil. Este documentário, dirigido por Liwaa Yazji, retrata a difícil decisão de abandonar seu lar.

 

HERANÇAS (LÍBANO, EMIRADOS, FRANÇA, ALEMANHA E SUÍÇA, 2013)
O diretor Philippe Aractingi, que deixou o Líbano em 2006, reconstrói com sutileza as memórias de seus ancestrais — durante as últimas cinco gerações, forçados a fugir por guerras e massacres.

 

CINZAS DE SONHOS (COMORES, FRANÇA E BÉLGICA, 2011)
Investigação sobre casas desocupadas no arquipélago de Comores, no oceano Índico, uma parte pouco conhecida do mundo árabe. O filme é uma das raras produções locais a chegar ao Brasil.

 

MY SWEET PEPPER LAND (IRAQUE, FRANÇA E ALEMANHA, 2013)
Um filme de Hiner Saleem sobre um antigo herói de guerra curdo — minoria étnica iraquiana — que é transferido a uma distante vila para trabalhar como policial. A história se passa após a guerra.

 

YAMO (LÍBANO E EMIRADOS ÁRABES, 2011)
Rami Nihawi repensa a história da guerra civil libanesa (1975 – 1990) a partir da experiência de sua própria família. O longa acompanha o diretor em suas conversas com a mãe.

 

PARA ONDE IR? (LÍBANO)
Clássico libanês de 1957 filmado por Georges Nasser, “Para Onde Ir?” retrata as marcas deixadas no Líbano pela migração ao Brasil. O filme, que concorreu em Cannes, é inédito no Brasil.

 

NÃO ALIMENTE SEU CÃO (MARROCOS, 2015)
Segunda parte da trilogia marroquina iniciada com “São Eles Os Cães”. O diretor, Hicham Lasri, é um dos principais expoentes de sua geração e foi o responsável pelo premiado “The End” (2011).

 

SANAUD (BRASIL, 1980)
Curta de José Antonio de Barros Freire, “Sanaud” segue uma delegação brasileira em sua visita ao Oriente Médio. No Líbano, a comissão se reuniu com o então líder palestino Yasser Arafat.

FORA DE QUADRO (FRANÇA, PALESTINA, LÍBANO E QATAR, 2016)
O diretor Mohanad Yacubi investiga o cinema militante palestino, reunindo negativos espalhados por todo o mundo. O filme é montado a partir de trechos de obras dos anos 1970 e 1980.

3.000 NOITES (JORDÂNIA, LÍBANO E FRANÇA, 2015)
Filme sobre a tragédia — inspirada em casos reais — de uma professora palestina presa injustamente. Durante a detenção, ela descobre que está grávida e precisa decidir se terá o filho ali.

 

O SONHO (SÍRIA, 1987)
Entrevistas com refugiados dos campos palestinos de Sabra, Shatila e Burj al-Barajneh, entre outros. O diretor, Mohammad Malas, lhes pergunta sobre o que sonham à noite. Trailer indisponível.