Refugiado sírio vende pinturas e arrecada R$ 1.000

Por Diogo Bercito

Um refugiado sírio conhecido na Grécia como “o pintor de Idomeni” vendeu no domingo (9) dois de seus quadros em um leilão, arrecadando R$ 1.000. As informações são da agência de notícias AFP, reproduzidas pela rede de televisão Al Arabiya. Hassan al-Khatib, graduado em Damasco, havia fugido de Palmira durante a guerra civil que já deixou em torno de 500 mil mortos desde março de 2011.

Obra de Hassan al-Khatib, o "pintor de Idomeni". Crédito Reprodução
Obra de Hassan al-Khatib, o “pintor de Idomeni”. Crédito Reprodução

Khatib decidiu vender as obras para sustentar a família em Atenas, enquanto espera a aprovação de seu pedido de deslocamento para a Finlândia. O leilão foi realizado pela casa de antiquidades Myró, no norte do país. Stavros Myronidis, dono do estabelecimento, afirmou haver cinco outras pinturas prestes a serem vendidas. “Queremos ajudar este homem”, disse à AFP. Ele não cobrou comissão pela venda.

O pintor recebeu o apelido de “o pintor de Idomeni” quando esteve na fronteira entre a Grécia e a Macedônia com sua mulher e quatro filhos, no início do ano. Foi onde ele decidiu “combater a atmosfera sombria com cores”, segundo uma agência de notícias grega. Os detalhes das obras vendidas na casa de antiguidades podem ser vistos clicando aqui e aqui.