Jovens palestinos em Gaza fazem arrecadação on-line para financiar casamento

Por Diogo Bercito

Hakim Zughbor e Falastin Tanani estão apaixonados. Ambos se conheceram há sete anos, na faixa de Gaza. Hoje, aos 27 anos, querem se casar.

Mas, nesse território empobrecido e maltratado por constantes conflitos, o desemprego está em 43%. O PIB (Produto Interno Bruto) caiu 15% em 2015. A guerra em 2014 entre a facção palestina Hamas e o Exército israelense deixou milhares de casas despedaçadas. Nas atuais condições, a ONU prevê que a faixa poderá deixar de ser habitável em 2020.

O casal decidiu em janeiro começar uma campanha de arrecadação on-line para custear o casamento. A iniciativa tem como meta reunir R$ 35 mil. Até agora, mais de R$ 20 mil foram doados por meio do site.

gaza2

A rede Al Jazeera conversou recentemente com Hakim e Falastin. O casal explicou que, na sociedade de Gaza, não é possível casar-se apenas assinando um papel. Há pressão familiar e social para que ambos oficializem a relação com todas as cerimônias tradicionais, o que requer uma grande soma de dinheiro.

Segundo o próprio site da campanha de Hakim e Falastin:

Para que possamos viver juntos como um casal, o noivo precisa ter um apartamento mobiliado. Ele também precisa alugar um espaço para a celebração tradicional, providenciar almoço para os convidados e pagar o cabeleireiro, a fotografia no estúdio e o transporte.

No vídeo abaixo, a noiva conta a história de sua relação –e pede ajuda para realizar o sonho de casar-se com o homem que ama.